Vecobv logo
  • Veco BV

    História

O estado holandês iniciou a construção de um dique para o futuro Pólder do Nordeste (Noordoostpolder) em 1938. Após um período de dois anos a bombear a água, o novo Pólder do Nordeste secou em 1942. Então semearam canaviais, abriram valas e colocaram tubos de drenagem para secar o solo ainda húmido. Em 1954 Jan Veendrick, pai de Hans, Jos e Frans, veio de Gelderland, perto de Arnhem, para o Pólder do Nordeste a fim de arrendar uma quinta. Ele deixou a quinta que lá tinha e começou aqui a uma empresa agrícola com várias atividades e com uma superfície de 24 hectares. Nos anos 60 começou a produzir bolbos de flores, entre outros túlipas e gladíolos.

Naquela época

Em 1975 Hans Veendrick funda a empresa Veco Groenten en Fruit B.V. Veco começou a produzir e processar (lavar e cortar) as chamadas cenouras para os mercados de frescos (cenouras de inverno). Mais tarde, em 1979, começaram a produzir cenouras lavadas e a processar legumes para terceiros. Nessa altura Veco tinha a sua sede no cais em Creil. Em 1980 Veco mudou a sede para o Creilpad. Jos Veendrick e Frans Veendrick, os dois codiretores começaram a trabalhar na empresa. Eles tinham uma empresa, a empresa Gebr. Veendrick, e cultivavam bolbos de flores (tulipas). In 1982 juntaram as duas empresas e começaram a cultivar cebolinhas cristal para uma empresa de processamento destas cebolinhas. Em 1985 o diretor desta empresa reformou-se. Veco comprou a maquinaria e começou a descascar e processar cebolinhas cristal. Em 1988 foram cultivadas pela primeira vez cenouras parisienses. Em 1994 foi construída uma câmara de refrigeração, que depois de ter sido aumentada em 2000 e 2004 tem uma capacidade de armazenamento de 48.000 m3 e de refrigeração até -20C. Após a morte do fundador Hans Veendrick, em 2002, o seu filho passou a integrar a direção. Em 2016 Veco comprou a empresa de processamento Prodimex em Nieuw Vossemeer. Desde 2010 o nome registado é Veco groenten en bloembollen B.V. Em 2013 Veco decidiu abandonar a produção de bolbos de flores e continuar a especializar-se no cultivo e processamento de cebolinhas cristal e cenouras parisienses. Em 2014 foram processados produtos pela última vez na Prodimex. A câmara de refrigeração foi aumentada em 2014 para 61.000 m3. Em 2015 foi criado um novo espaço de processamento todo ele direcionado para um processamento eficiente de cebolinhas cristal visando a qualidade e a segurança alimentar. Em 2017 a Veco instalou painéis fotovoltaicos nos telhados das câmaras de refrigeração e de processamento. Os painéis podem produzir anualmente 700 MWK. O que equivale a uma redução de emissão de CO2 de 250.000 kg e à plantação de 800 árvores. Em 2019 Sjoerd Veendrijk entra para a direção. Ele sucede a seu pai que se reforma em maio de 2019. Sjoerd é responsável, entre outras coisas, pelo cultivo da cebolinha cristal.

History Veco BVHistory Veco BV

Actualmente

Veco é presentemente especializada no processamento de legumes como produto semiacabado para clientes industriais. A empresa é especializada no cultivo e processamento de cebolinhas cristal e no cultivo, lavagem e seleção de cenouras parisienses para terceiros. Esporadicamente podem ser lavadas batatas e cenouras para terceiros. Também são cultivadas beterrabas. As câmaras de refrigeração podem ainda ser alugadas para o armazenamento de cenoura de inverno, couve e outros produtos. No local de produção em Creil são processadas anualmente cerca de 40.000 toneladas de legumes (refrigeração excluída). Trabalha-se segundo o sistema de gestão FSSC 22.000 com regras rígidas de higiene e de segurança alimentar.

We use cookies to improve our website and your experience when using it. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. To find out more about the cookies we use and how to delete them, see our privacy policy.

  I accept cookies from this site.
EU Cookie Directive plugin by www.channeldigital.co.uk